Benção
Loading...
Tradução: Sonia Moreira
Idioma: Português
Traduzido do: Inglês
Ano de publicação: 2019
Encadernação: brochura
ISBN: 978-85-67861-28-9
Formato: 14 x 21
País: Estados Unidos
Kent Haruf

Benção

Em Holt, após receber o diagnóstico de câncer em estágio terminal, Pai Lewis enfrenta seu último verão, assistido pela esposa, Mary, e a filha, Lorraine, a qual retorna de Denver para acompanhar o pai nesses últimos momentos. Ambas fazem seu melhor para cuidar dele com carinho e tornar seus últimos dias, na medida do possível, mais confortáveis. Enquanto vários amigos o visitam para lhe prestar homenagem, Pai Lewis relembra os dois eventos que mais marcaram sua vida: o sumiço do filho, Frank, que se distanciou da família e nunca mais deu notícias, e um episódio envolvendo um balconista que trabalhava em sua loja de ferragens e havia traído sua confiança. Enquanto isso, uma garota órfã se muda para a casa da avó, vizinha de Pai Lewis, e chega à cidade um novo pregador, o reverendo Lyle, que todo domingo prega apaixonadamente sobre não violência e verdade. Lyle suscita o desdém de parte de sua congregação, não familiarizada com esse tipo de abordagem.
Em Bênção, livro de grande beleza e profundidade, ao mesmo tempo devastador e capaz de celebrar a vida, Kent Haruf nos fornece o retrato mais inesquecível dessa pequena cidade e revela, através de sua habitual linguagem charmosa e repleta de graça, a dor, a compaixão e a humanidade de seus habitantes.

“Haruf é um escritor incrivelmente original, sob muitos pontos de vista. A qualidade de sua originalidade passa abaixo do radar da crítica literária convencional. Ele não faz pose nem levanta a voz. Ele fala baixinho, de uma forma íntima, e mesmo assim mantém certa discrição, como faria um adulto falando com outro adulto. Ele faz questão de criar histórias completamente realistas. E consegue; suas histórias soam profundamente verdadeiras."
URSULA K. LE GUIN
“Maravilhoso… o mundo de Kent Haruf é repleto de indivíduos cujas vidas simples são imbuídas de um tom épico e de verdades universais.”
SUNDAY TIMES
“Haruf é um mestre do que seus personagens chamam de “preciosa normalidade.” Com uma linguagem elegantemente sutil e uma capacidade surpreendente de narrar as emoções, ele nos causa uma estupefação até com os gestos humanos mais simples.”
ESQUIRE
kent haruf
kent haruf